Pest Guides

Ácaro Vermelho

Panonychus Ulmi

Aspecto

Ácaro Vermelho (panonychus ulmi)

O aranhiço vermelho é um ácaro da família Tetranychidae e originário da Europa. Os adultos apresentam dimorfismo sexual, tornando-se possível identificar os dois sexos. As fêmeas de cor vermelha escura, apresentam 0,6 mm a 0,8 mm de comprimento e 0,25 mm de largura do corpo. Os machos, de cor amarela-rosado a vermelho claro, apresentam o corpo piriforme, mais pequeno e estreito do que as fêmeas, com o gnatossoma mais alongado e patas mais compridas. Nos dois sexos é característico surgirem filas de pêlos esbranquiçados sobre o corpo dos adultos.

Ciclo de vida

O ciclo de vida da praga compreende quatro estados: ovo, larva, ninfa e adulto. Os ovos de Inverno são vermelhos escuros, com aspecto de cebola e um pêlo na parte superior. Estas posturas efectuam-se a partir do fim do Verão, nas zonas de inserção dos ramos e dos gomos. Na Primavera do ano seguinte, verifica-se o aparecimento das larvas, com três pares de patas e corpo com comprimento de 0,3 mm a 0,4 mm e forma globosa sem pelos dorsais. As ninfas têm quatro pares de patas e pêlos dorsais mais ou menos desenvolvidos. A protoninfa é globosa, semelhante à larva, enquanto a deutoninfa apresenta forma mais larga e tamanho superior. Os adultos originados nos ovos de Inverno dão início à primeira geração, através das posturas. No nosso país, podem verificar-se seis a dez gerações por ano. O ciclo de vida varia entre 15 e 35 dias, de acordo com as condições ambientais.

Hábitos

A actividade alimentar da praga ocorre sobre as folhas, através de uma armadura bucal do tipo picador-sugador, onde é extraído o conteúdo das células da epiderme, o que provoca a entrada de ar pelo orifício de perfuração. Quando ocorrem fortes ataques da praga, as folhas adquirem um aspecto prateado, que após a morte das células, se transforma em tonalidade bronzeada ou acastanhada. Esta sintomatologia, provocada pela morte das células da epiderme, vai condicionar a eficiência fotossintética e a transpiração da planta, conduzindo a estragos ou prejuízos de difícil avaliação.