Pest Guides

Víbora da noite

Causus rhombeatus

Localização geográfica

Víbora-da-noite (imagem)
  • Encontram-se por toda a África sub-sariana.

Aspecto

  • Possui uma marca castanha-escura ou preta em forma de V na cabeça, apontada para a frente e que termina entre os olhos.
  • A coloração varia entre o rosa-acastanhado-claro e o cinzento-claro.
  • Tem manchas mais escuras em forma de losango nas partes superior e laterais até à cauda, por vezes rodeadas por uma orla branca.
  • Em média, os adultos têm 0,5 m de comprimento e raramente excedem 1 m.
  • O corpo é cilíndrico e relativamente estreito.
  • As glândulas que segregam o veneno são extremamente compridas (até 10 cm), encontram em ambos os lados da coluna e estendem-se até às presas.
  • Têm visão fraca e apurado sentido de olfacto.
  • São frequentemente confundidas com as Cobras Comedoras de Ovos (dasypeltis).

Veneno

  • Citotóxico: danifica as células.
  • O veneno tem uma toxicidade relativamente fraca.

Mordedura

  • Extremamente dolorosa, com inchaço na ferida da mordedura.

Ciclo de vida

  • São ovíparas. As fêmeas depositam até 24 ovos, mais do que uma vez por ano.
  • Os ovos são incubados cerca de quatro meses.
  • Em média, as crias recém-nascidas medem 12,5 cm de comprimento.

Hábitos

  • Preferem os habitats molhados ou húmidos e costumam habitar debaixo de rochas ou troncos e em montículos de cupins. São comuns nas proximidades de rios e lagos.
  • É uma cobra que se movimenta muito lentamente e não é agressiva.
  • Normalmente, apenas ataca se for encurralada ou provocada.
  • Apanha sol durante o dia e caça durante a noite.
  • A dieta consiste quase exclusivamente de rãs e sapos.
  • As crias alimentam-se de girinos.